Os Tempos da Fotografia: O Efêmero e o Perpétuo
Editora Ateliê Editorial / Local São Paulo / Ano 2007 / Edição 2ª edição (1ª ed. 2007) / Acabamento Brochura / Páginas 176 / ISBN 978-85-7480-336-4

Boris Kossoy: Os Tempos da Fotografia

Os Tempos da Fotografia: O Efêmero e o Perpétuo

Ateliê Editorial

Neste livro, que complementa a trilogia teórica iniciada com Fotografia & História e Realidades e Ficções na Trama Fotográfica, abordamos, no texto de abertura, os caminhos que nortearam a nossa produção teórica e histórica, e relembramos os autores que influenciaram nossa trajetória. Centramos o foco no papel cultural da fotografia, seu poderio de informação e desinformação, sua capacidade de emocionar e transformar, de denunciar e manipular, e destacamos possíveis vertentes de investigação nos estudos da expressão fotográfica, na busca das interconexões teóricas nesse campo do conhecimento.

A desmontagem da informação é a meta constantemente perseguida nos livros que compõem a trilogia. Aqui, buscam-se explicitar os eixos que sustentam os fundamentos teóricos, os códigos formais e culturais que permeiam as imagens, sempre visando ressaltar, sob diferentes ângulos, os detalhes de uma proposição articulada, que pretende indicar os instrumentos para a decifração das múltiplas realidades que dão corpo e emanam da imagem fotográfica. Retomamos questões, tratadas nos livros precedentes e em outros trabalhos que envolvem a natureza da fotografia, e reafirmamos a complexidade epistemológica da imagem fotográfica enquanto representação e documento visual, isto é, registro obtido através de um processo de criação, numa construção elaborada, técnica, cultural, estética e ideológica: uma representação a partir de um real nomeado como documento: uma ambigüidade fundamental. Chamamos a atenção para as interpretações reticentes que cercam o conceito de índice e suas dogmáticas confirmações do dado real e seguimos reafirmando a natureza ficcional da fotografia e o decorrente processo de construção de realidades, condição essa incorporada à produção e a recepção das imagens.

Foram incluídos no livro textos sobre história, imprensa e memória, tendo sempre a fotografia como fonte de pesquisas e /ou objeto de estudos. Enfatizamos a necessidade de se investigar a história dos fotógrafos anônimos, como método de abordagem na perspectiva de uma história social da fotografia, pela contribuição cultural objetiva, que a recuperação desses autores ausentes da historiografia pode trazer ao estudo das fontes fotográficas mantidas pelos acervos particulares e oficiais. Sublinhamos, assim, o mesmo posicionamento que nos levou a realizar o Dicionário Histórico-Fotográfico Brasileiro.

O efêmero e o perpétuo estão na base de nossas reflexões sobre imagem e memória. É também o que dá sentido à compreensão do percurso da fotografia, a partir de sua gênese, isto é, quando se registra o fato (tempo da criação: primeira realidade) e, ao longo de sua existência (tempo da representação: segunda realidade), conforme os conceitos estabelecidos ainda em nossas primeiras formulações teóricas. Um constante exercício de rebatimentos entre a representação e o fato, o aparente e o oculto, o documento e a memória, reflexões que continuam sempre instigantes através das quais visamos contribuir para o debate sobre a fotografia.

 


BACKNEXT
Os Tempos da Fotografia: O Efêmero e o Perpétuo
Editora Ateliê Editorial
Local São Paulo
Ano 2007
Edição 2ª edição (1ª ed. 2007)
Acabamento Brochura
Páginas 176
ISBN 978-85-7480-336-4


Loading